NOTÍCIAS

Saiba como evitar doenças ocasionadas pela mudança de temperatura


 
Gripe, resfriado, amidalite, bronquite e até mesmo pneumonia são alguns dos problemas mais comuns em épocas de constantes mudanças de temperatura, quando a defesa do organismo fica enfraquecida, facilitando a proliferação de vírus e bactérias.
Por isso, medidas simples de prevenção, como dieta saudável, exercícios físicos e boas noites de sono, são extremamente importantes. As mudanças bruscas de temperatura deixam as pessoas com a imunidade baixa, momento em que os vírus conseguem causar um processo inflamatório na mucosa, desenvolvendo gripes e resfriados.
 
No caso de doenças causadas por bactérias, como a pneumonia, o início também é nessa fase, quando o organismo não consegue se defender por causa da mucosa inflamada. Nessa hora, as bactérias já existentes no corpo encontram um bom ambiente para se proliferarem e, por isso, a pessoa fica doente.
Entre os sintomas mais comuns de problemas nessa época, está a coriza, dor de garganta e também dores no corpo. Para evitar, é importante manter uma alimentação saudável, dormir bem, fazer atividade física e evitar alterações de temperatura, especialmente se a pessoa for mais sensível a isso. De acordo com a pediatra Ana Escobar, existe também a opção da vacina, que tem efetividade de mais de 90%. 
Se a pessoa já esta gripada ela deve recorrer a alguns medicamentos, como os descongestionantes, por exemplo. Eles ajudam a diminuir o edema e melhorar a respiração, a sensação de coriza e o nariz entupido. No entanto, como alertou a farmacêutica Nádia Bou-chacra, os descongestionantes apenas aliviam os sintomas, mas não resolvem a causa e não curam a gripe já que o vírus tem seu ciclo que deve ser finalizado.
Há também a opção dos antigripais, mas é preciso ter cuidado já que eles podem mascarar os sinais de uma doença mais séria, como a pneumonia. Nesse caso, se o problema evoluir, pode virar um quadro ainda mais grave, principalmente nas crianças. Por isso, como explicou a farmacêutica, não é recomendado usar o antigripal por mais de 5 dias – caso a gripe persista por mais de 10 dias, é sinal de que pode estar ocorrendo uma infecção bacteriana ao mesmo tempo. Caso a pessoa tenha febre, ela pode usar um antitérmico para melhorar a sensação de conforto - o efeito é rápido e em apenas uma hora o paciente já começa a se sentir melhor. Porém, como alertaram as especialistas, além de tomar cuidado com a automedicação, é importante também evitar que os remédios fiquem ao alcance das crianças, que podem se intoxicar.
 
Confira abaixo dicas para evitar doenças respiratórias, que são as mais comuns em mudanças do tempo.
 
Dicas - Doenças Respiratórias, prevenção
 
Fonte: Portal G1 – Bem Estar./ Centro Clínico Gaúcho/ IBahia.com